Guia completo sobre Fundos de Investimento Internacionais

 

Provavelmente você já escutou que há países muito melhores para viver do que o Brasil.  Seja pela liberdade econômica, pela baixa burocracia, pela segurança e pela qualidade da educação, países da Europa Ocidental e América do Norte são referência em qualidade de vida. Se esses países, como Estados Unidos, Alemanha e França, são considerados tão melhores, por que com os investimentos seria diferente? 

De maneira geral, os investidores desses países estão sujeitos a menos volatilidade do que os brasileiros, por uma série de fatores como estabilidade institucional e política e um mercado bem consolidado.  Muitos investidores que já investem no Brasil até pensam em investir no exterior, mas ficam completamente perdidos nas formas como eles podem fazer isso. Nesse texto, explicaremos os principais benefícios que você pode obter investindo no exterior e ainda mostraremos uma forma simples e fácil de realizar tais investimentos.

INVESTIR NO EXTERIOR: ENTENDA A OPORTUNIDADE 

O brasileiro tornou-se um consumidor global com o desenvolvimento das telecomunicações, tecnologia e a interdependência global. Em outras palavras, adquire produtos de diferentes países com muito mais facilidade que antes. Entretanto, ainda não é possível dizer que esse consumidor é um investidor global. 

Apenas 7% dos investidores brasileiros investem fora do país. Se olharmos essa porcentagem em relação aos alemães ou americanos veremos que ela é muito superior, chegando a cerca de 75% e 48%, respectivamente, mesmo sendo países desenvolvidos e considerados mais estáveis do que o Brasil.   

Deixando de investir em outros países, um investidor pode perder a oportunidade de uma maior diversificação e de obter ganhos contra medidas imprevisíveis. Tome por exemplo as medidas do governo brasileiro de desvalorização cambial: aqueles investidores que já tinham posição em dólar, euro ou ienes teve um impacto muito menos significativo em sua carteira do que aqueles que tinham investimentos apenas no Brasil. 

Para se ter uma ideia, das 25 maiores gestoras de recursos do mundo, nenhuma é brasileira. Com isso, é provável que as melhores ideias de investimento não estejam no Brasil. 

Além disso, o mercado brasileiro de ações corresponde a apenas cerca de 1% do mercado global. Seria muita inocência acreditar que as melhores oportunidades de investimento estivessem confinadas neste 1%.

Faça uma pequena reflexão, quantas moedas o Brasil teve nestes últimos 50 anos? Quantas crises de hiperinflação? Quantos impeachments? Faça as mesmas perguntas em relação à Suíça ou Alemanha e perceberá a diferença.

Acredito que você já esteja pelo menos começando a perceber que investir no exterior pode ser muito benéfico. Te mostrarei agora como fazer isso de uma forma simples e quais vantagens você conseguirá obter ao realizar essa estratégia. 

INVESTIMENTOS NO EXTERIOR

As duas formas mais comuns de investir no exterior são:

  • Aplicação em fundo de investimento no exterior, através das plataformas tradicionais das corretoras.
  • Abertura de conta de investimento junto a uma instituição estrangeira.

 

Dentre essas duas formas, a mais simples e fácil é aplicar em um fundo de investimentos internacional

Aplicando seu dinheiro em um fundo desse tipo você terá acesso a ativos internacionais, como ações americanas, títulos do governo americano, ações europeias e até ativos brasileiros negociados no exterior, como a própria XP, na bolsa americana. Além disso, você terá seu dinheiro gerido por um especialista no assunto que buscará as melhores oportunidades no mercado externo, visando sempre aumentar seu retorno. 

 

VANTAGENS DE UM FUNDO INTERNACIONAL 

É possível obter uma série de vantagens ao investir em fundos internacionais. Dentre elas podemos citar: 

 

  • Simplicidade – Uma forma de internacionalizar seus investimentos sem a necessidade de enviar recursos ao exterior.
  • Diversificação – Ao investir em títulos de renda fixa ou ações no Brasil, por exemplo, estamos sujeitos ao risco da inflação nacional, desvalorização da moeda, risco político, entre outros fatores econômicos. Historicamente, quando há uma piora conjuntural, todos esses ativos são afetados negativamente, de forma simultânea. Um dos benefícios de investir fora é justamente diversificar a carteira de forma que nem todas as suas aplicações estejam sujeitas a esse efeito.

 

  • Fácil acompanhamento – O desempenho aparece como um único ativo em sua conta. Se você opta por realizar investimentos internacionais fora de um fundo terá que acompanhar cada um desses investimentos de forma separada (analisar os resultados obtidos com ações, títulos públicos, e outras aplicações que você fizer). 
  • Variação cambial – Há opções de investir em fundos internacionais sem ficar exposto às variações cambiais, assim como é possível obter maiores rendimentos aproveitando da valorização do câmbio.
  • Equipe de gestão mais qualificada – As maiores gestoras do mundo estão fora do Brasil, e têm gestores extremamente qualificados, especializados nas melhores universidades do mundo e participam de um rigoroso processo de seleção. Além disso, contam com uma equipe multidisciplinar, ou seja, gestoras possuem especialistas em diferentes áreas de investimento, dessa forma conseguem aproveitar ao máximo cada uma delas, conseguindo retornos maiores. 

 

Para saber qual fundo internacional se adapta ao seu perfil de risco e às suas metas pessoais, não hesite em contatar um dos nossos assessores, na Riva Investimentos.

Deixe uma resposta