Conheça a história da RIVA Investimentos

 

Henrique Jameli, CEO da RIVA Investimentos;

A RIVA Investimentos surgiu em 2014, quando o sócio-fundador Henrique Jameli saiu de seu emprego no segmento de Private Banking do BNP Paribas em São Paulo e decidiu abrir um escritório de investimentos, com o objetivo de trazer o melhor atendimento possível para os clientes e melhorar a qualidade dos produtos financeiros. Neste post, resolvemos contar um pouco da história da RIVA, escritório credenciado à XP Investimentos que conta com cinco filiais em Minas Gerais e apresenta crescimento exponencial ao longo dos seus anos de existência.

Em 2014, quando a RIVA foi fundada, Jameli tinha como maior aspiração chegar no primeiro bilhão, essa convicção veio através dos ideais da empresa e do DNA da XP Investimentos. No princípio, não tinha dimensão de quando bateria sua meta, e nem mesmo aspiração de que isso fosse possível no curto prazo. O interessante é que com o passar dos anos, a RIVA foi construindo sua marca, uma identidade e se firmou, hoje, como o maior escritório de investimentos filiado à XP em Minas Gerais. O escritório passa de R$2 bilhões em patrimônio sob custódia, conta com cinco filiais por Minas Gerais, uma coleção de prêmios como o Tier 1, que reconhece o escritório como um dos principais em Renda Variável no Brasil.

Henrique Jameli, Guilherme Benchimol e Douglas Gontijo no IPO da XP Inc. na NASDAQ.

 

Para Henrique Jameli, um dos principais diferenciais da RIVA é o aspecto técnico. Jameli saiu da mesa de renda variável do BNP Paribas, sendo uma pessoa extremamente técnica, e passou este pragmatismo para o DNA da RIVA Investimentos.

Contando com especialistas em Renda Variável, Renda Fixa e Fundos Imobiliários para ajudar nossos assessores, a empresa alcançou a liderança em Minas em função do seu caráter tático e estratégico. “Nossos especialistas auxiliam nosso time comercial de assessores, o que aumenta exponencialmente a qualidade do atendimento ao nosso cliente, cuja satisfação é nosso principal objetivo.”

 

Quando questionado sobre sair de um setor de private banking num banco francês, Jameli é categórico: “ter continuado no banco não seria mais confortável e não teria me deixado mais feliz, mas certamente seria o caminho mais fácil a se seguir. Uma característica essencial de todo empreendedor é saber quantificar riscos, pois junto com os maiores riscos podem também vir as melhores surpresas, e fazer o cálculo risco/retorno é essencial”.

A maior dificuldade, no começo, foi fazer com que o cliente confiasse numa empresa nova no mercado para que administrasse seu patrimônio. No entanto, graças à capacitação técnica dos assessores, rapidamente o patrimônio sob custódia saltou de R$45 milhões para R$450 milhões em apenas 2 anos.

Mesmo com as complicações e a hostilidade do Brasil com empreendedores e pequenos empresários, em especial pelo seu aparato burocrático, foi possível ganhar a confiança dos clientes no mercado e aumentar substancialmente a custódia patrimonial, um dos principais indicadores de sucesso desse segmento. Isto porque a identidade da RIVA é garantir o melhor relacionamento possível com seus clientes auxiliando na realização de suas metas. A disposição da empresa fez com que, segundo Henrique, os profissionais fossem alocados de tal forma que possibilitasse uma maior organização e consequentemente uma maior eficiência. Isso é ser um profissional RIVA.

Sendo uma pessoa que compreende tanto a logística dos bancos quanto a logística dos escritórios de investimentos, Jameli explica onde percebeu a oportunidade no mercado financeiro: “um banco não trabalha pelo cliente, trabalha para cumprir as metas do próprio banco. Conflitos de interesse existirão em qualquer negócio, mas um bancário trabalha apenas com metas de curto prazo, e para ser um bom assessor, é essencial ter uma visão sistêmica e pensar no longo prazo e na proteção do patrimônio do cliente. Certamente que, por vezes, haverão pessoas mal intencionadas que vão tentar fazer o melhor para si no curto prazo, em vez de fazer o melhor para o cliente no longo prazo. Estas pessoas, no entanto, não têm sucesso no trabalho com o passar dos anos, porque perdem a confiança dos clientes”.

Sobre os próximos passos para a RIVA Investimentos, Henrique conclui: “Hoje, nossa principal meta é ser Top 10 escritórios XP em patrimônio sob custódia, e, ainda assim, fazer um atendimento cada vez melhor para o cliente e possibilitar que ele tenha retorno com o menor risco possível. Como lidamos o tempo inteiro com o patrimônio dos nossos clientes, existe uma grande responsabilidade, motivo pelo qual fazer sempre o melhor trabalho é uma meta constante da RIVA. Nosso suporte ao cliente é o coração da nossa empresa e nele existe potencial para ser o maior do Brasil.”

Por isso, se você deseja ter o patrimônio assessorado pela nossa equipe e investir da melhor maneira possível, não hesite em contatar nossa equipe para saber seu perfil de risco e a melhor maneira de proteger seu patrimônio e acumular capital.

Deixe uma resposta